Learn how easy it is to sync an existing GitHub or Google Code repo to a SourceForge project! See Demo

Close

O que é a bifurcação?

2006-12-31
2013-05-02
  • Por que ocorreu a bifurcação e quais as implicações para o futuro do Compiere no Brasil?

    Bom,

    Esta é realmente uma pergunta dura de responder, mas a realidade nua e crua é que a Compiere nunca tratou  a comunidade como uma comunidade efetiva de desenvolvimento de código livre. Muitas pessoas e empresas investiram grandes quantidades de energia e dinheiro no aprimoramento do Compiere antes de perceber que ele não era de fato um software de Código livre que pudesse ser aprimorado pela comunidade.

    Muitas dessas empresas ensaiaram vôos solo, há diversas no Brasil, todas fazendo trabalho duplicado, a começar pela tradução para o português do Brasil.

    Embora a bifurcação ocorrida a partir de setembro de 2006 com a criação do Adempiere possa parecer com um esfacelamento da comunidade, a verdade dos fatos é que a maioria dessas empresas que estavam empreendendo vôos solo se uniram e agora o produto passa a ter o que de melhor cada um desenvolveu ao longo desses anos. A partir de agora, está virtualmente eliminado o trabalho em duplicidade, e tudo o que cada um desses colaboradores implementa no tronco do Adempiere passa a fazer parte da estrutura e portanto fica disponível para uso de toda a comunidade, inclusive e principalmente para uso do próprio colaborador que não precisará mais fazer longas e custosas modificações a cada implementação.

    Há inúmeras referências sobre estes acontecimentos, a mais importante delas é a seqüência de discussões que originou a bifurcação e que pode ser encontrada neste link: http://red1.org/forum/viewtopic.php?t=931

    Como essas discussões estão em Inglês eu tomei o cuidado de fazer algumas traduções (bastante livres e com alguns comentários meus) de alguns textos bem interessantes.

    Os nomes dos autores precedem os textos
    Mdsahni:
    Inicialmente o Compiere pareceu bom demais para ser verdade, possui grande funcionalidade e melhor de tudo, grátis, mas logo começamos a perceber a dura realidade:
    Migração de uma versão a outra somente com contrato pago de US$1500,00 por ano e via internet sem acesso aos códigos fonte das ferramentas de migração
    Exportação em formato pdf com software proprietário e pago à parte.
    Mesmo após pagar os tais US$ 1500,00 a migração está muito longe de ser perfeita, você pode ver a solicitações do Mdsahni pendentes por semanas a fio ... e assim por diante !!

    Sobre o Adempiere:
    afalcone:
    Eu acredito que o rápido movimento que o projeto está obtendo ultrapassa extensivamente as nossas próprias espectativas. Eu acredito que os desentendimentos com o odo de ser e se comportar da Compiere Inc é muito mais extenso do que havíamos imaginado. Nós apenas demos o chute inicial. Nós temos um forte compromisso com este projeto !!

    Ramiro Vergara: rvergara:
    O projeto de Código Aberto Compiere está morto, e o quanto antes nós aceitarmos isto, mais rapidamente nós vamos nos mover e tornar o Adempiere  a solução que nós todos sonhamos.

    O Compiere está morto. Vida longa ao Adempiere.

    moyses:
    A relação entre a Compiere Inc e a comunidade  se deteriorou com o passar do tempo.
    ...
    Assim como todos neste forum eu reconheço o trabalho do Jorg Janke no Compiere, mas sejamos honestos, nós todos fomos ignorados a maior parte do tempo.

    Trifon Nikolaev Trifonov (trifonnt) - 2006-08-17
    Compiere Inc. Tem apenas um único desenvolvedor : JJanke

    alainpod:
    Como parceiro oficial da Compiere Inc, eu tenho relutado em participar de "tentativas de dissidência", no entanto, eu sinto que a situação atual é muito séria e exige uma discussão tão franca e aberta quanto possível.
    ...
    É extremamente frustante ver quanto esforço e energia é desperdiçado devido à falta de cooperação  entre contribuidores oficiais e não oficiais, e também entre a Compiere Inc e seus parceiros, e entre parceiros entre si ...

    Hilário Fochi Silveira (fochi)
    Faço minha as palavras do Alain, basta ver que eu próprio, devido à atitude da Compiere Inc, me senti agredido e reagi de um modo inadequado não disponibilizando a tradução  do Compiere e portanto prejudiquei a comunidade (todos vocês) nos últimos dois anos. obs.: O Jorg se negou a publicar a minha tradução no site da Compiere porque eu não paguei os US$ 8000 para me tornar um parceiro oficial da Compiere sob a falsa alegação de que ele não poderia garantir a qualidade do meu trabalho se não me tornasse um parceiro oficial.

    Leiam os meus comentários sobre as estatísticas de tradução neste fórum e pensem em quanta energia e frustração cada um de vocês passou nestes dois últimos anos por não haver disponível a tradução no site da Compiere.

    Pensem também sobre o quanto tempo e energia vocês próprios investiram até aqui, e quanto poderia ter sido economizado, quanto poderíamos estar avançados se cada um tivesse disponibilizado os frutos do seu duro trabalho desenvolvendo módulos e personalizações para o mercado brasileiro.

    jsSolutions:
    Nós somos um parceiro Norte-Americano, mas compartilhamos os sentimentos demonstrados aqui. Mesmo sendo parceiros e tendo investido na Compiere Inc, nós também sofremos da mesma falta de suporte e de respostas às nossas solicitações.

    Há uma informação (restrita a parceiros) que nós podemos compartilhar com a comunidade: Já existe o código da versão 2.5.3d disponível sob licença no estilo antigo, embora a última versão da licença disponível para download pelos parceiros tenha sido atualizada e seja muito mais restritiva, até ao ponto de dizer que se você descontinuar o pagamento anual do suporte você é obrigado a descontinuar o uso do produto. Nossos clientes vem a nós para obter independência de fornecedor, e nós queremos continuar a dar suporte a uma aplicação dinâmica e em contínuo desenvolvimento para eles.
    O surgimento do Adempiere reviveu esta esperança em nós.

    Nós desejamos participar com você daqui para frente.

    Hilário Fochi Silveira (fochi)
    Quando a jsSolutions publicou a mensagem acima a versão 2.5.3b era a última disponível no sourceforge. Os parceiros tinham acesso à última versão disponível através do cvs.

    A versão 2.5.3d foi renomeada para 2.6.0a na data da disponibilização.

    Pressionada pela comunidade e percebendo que o chão estava se abrindo sob seus pés, a Compiere Inc mudou a licença para GPL. Ainda há muitos rumores (negados pela Compiere) de que serão disponibilizadas duas versões, uma bastante limitada com licença GPL e outra proprietária com a funcionalidade completa. Estes rumores se devem ao fato de que os investidores de capital de risco já tiveram essa atitude com o SugarCRM e pelo menos dois dos participantes do novo “Board of Directors” da Compiere  também são do “Board of Directors” da SugarCRM.

    Sobre o investimento: US$ 6.000.000 de “Venture Capital” foram disponibilizados para uso da Compiere que começou gastando com uma segunda mudança da sua sede. A Compiere já havia mudado sua sede a  três ou quatro meses atrás da costa leste para a costa oeste dos Estados Unidos.

    Hilário Fochi Silveira

     
    • carlosdavila
      carlosdavila
      2007-03-15

      É... complicado... eu já tinha percebido essas coisas também.
      Somos uma empresa da região Norte Fluminense que trabalha com serviço baseada em sistemas livres.
      Temos interesse em desenvolver parcerias com outras empresas, liberando fontes e desenvolvendo sistemas em conjunto, desde que me permitam atuar na região norte-fluminense do Rio e em Vitória sem interferência comercial de outra empresa.
      Se alguém quizer conversar, meu e-mail comercial é carlosdavila@dwasolucoes.com.br

      Grato.